Fotos CRAD

Curso Viveiros: projeto, instalação e manejo


Curso destinado aos técnicos e viveiristas com vistas a capacitação técnica para a produção de sementes e mudas florestais nativas do Cerrado com atividades teóricas e práticas.

 

Data: curso realizado em 02 a 04 de maio de 2012.

Local: auditório 4 do Instituto de Biologia-IB.

Carga Horária: 24horas

 

Programa:

Bioma Cerrado e suas fitofisionomias,

Uso de nativas no bioma Cerrado,

Instalação do Viveiro Florestal,

- Custos e Investimenots em Formação de mudas,

Legislação aplicada à produção de sementes e mudas,

Atribuições do Responsável Técnico,

Administração do Viveiro florestal,

Noções práticas de produção de mudas,

Cuidados Fitossanitários,

Manejo de Irrigação,

Segurança Pessoal nas atividades do viveiro florestal,

Experiência da NOVACAP na produção de nativas do Cerrado,

Visita ao Viveiro II da NOVACAP,

Visita ao Viveiro do CRAD/UnB.

 

Curso inserido no projeto ‘’ semeando o Bioma Cerrado’’ financiado pela Petrobrás Ambiental e executado em parceria com o CRAD-UNB. O projeto tem por objetivo a melhoria técnico-científica da produção de plantas nativas do bioma Cerrado e a adequação legal dos produtos de mudas. Tem vigência até 2012 e além dos cursos de capacitação em 06 municípios-polo, executa um programa de Educação Ambiental e marcação de plantas matrizes, conforme prevê a legislação sobre produção de sementes e mudas.

Dentre as diferentes formas de intervenções mitigadoras frente á atual situação de desequilíbrio ambiental, a recomposição da vegetação com espécies florestais arbóreas naturais do ambiente agredido, tem sido uma das premissas colocadas em prática e que tem demonstrado bastante eficiência, pois o ambiente recuperado volta a assumir, em grande parte, suas importantes funções originais, melhorando e condicionando os meios abióticos e bióticos para que os seres animais e vegetais continuem habitando nesses ambientes, em condições satisfatórias para se abrigarem, refugiarem e reproduzirem, ampliando a biodiversidade de espécies que voltam a interagir entre si.

A partir das formações vegetais naturais remanescentes, incluindo os reduzidos fragmentos, nos são disponibilizadas as estruturas indispensáveis para reiniciarmos o processo da recomposição florística nos ambientes desestruturados: as sementes das espécies florestais.

A coleta de sementes e de outros propágulos em plantas matrizes selecionadas, representativas de sua espécie, nos possibilita a produção, em viveiros, mudas de boa qualidade, nos mais diferentes aspectos e, consequentemente, a formação de novos povoamentos florestais que propiciarão, ao longo do tempo, seus benefícios diretos e indiretos, contribuindo para minimizar o desbalanço que afeta a vida do homem e dos demais animais e vegetais, bem como a melhoria dos recursos hídricos.

A instrução Normativa n°56, de dezembro de 2011 do MAPA, orienta como deve ser a produção de sementes e mudas florestais nativas, para o atendimento a Lei n° 10.711, de 05 de Agosto de 2003 e Decreto n° 5.133, de 23 de julho de 2004. Contudo, os pequenos viveiristas têm encontrado muitas dificuldades no cumprimento da legislação, devido à baixa capacidade técnica da mesma face ás exigências da legislação. Visando oferecer capacidade técnica aos pequenos viveiristas o projeto ‘’Semeando o Bioma Cerrado’’ vem sendo desenvolvido desde dezembro de 2010, atendendo a centenas de produtores e técnicas da área. Em parceria com a UFG, Embrapa, UnB e Oca Brasil o projeto tem como produtos, além da capacitação, material didático de simples compreensão.

 

Parceiros

Instituto Vida Verde

 

ief

  

Codevasf01

 

rede sementes

srhu-mma  

Login Membros



Online

Nós temos 16 visitantes online

Visitantes

104488
TodayToday25
YesterdayYesterday42
This weekThis week218
This monthThis month1033
AllAll104488

Universidade de Brasília- UnB

Centro de Referência em Conservação da Natureza e Recuperação de Áreas Degradadas - CRAD

Telefones: (61)3107-0099 - (61)3107-0097 – (61)3107-0096 - E-mail: crad@unb.br

Campus Universitário Darcy Ribeiro, Brasília - CEP 70910-900, Gleba A, Ala Sul,

Prédio: JEANINE M. FELFILI - CRAD.